Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Autonomia

Já há alguns anos que as comemorações do dia da Autonomia não se viam envolvidas numa polémica como a que agora se levantou a propósito da condecoração ao General Altino Pinto de Magalhães.

Na minha opinião é uma polémica sem fundamento, ou melhor, sem uma causa maior justificativa do alarido por aí levantado. É certo que o senhor ordenou algumas prisões aos mentores do 6 de Junho, mas estes factos têm de ser encarados à luz do seu tempo, aquele movimento era fundamentalmente um movimento separatista, o qual também estava enquadrado no espírito pós 25 de Abril, e cabia ao representante do estado controlar esta situação. Não que concorde com as arbitrariedades das prisões efectuadas, mas, também, não acho correcto a passagem da ideia para a opinião pública por alguns fazedores de opinião (que por acaso até são parte interessada no assunto) que os responsáveis pelo movimento do 6 de Junho são uma espécie de heróis e que os que não concordavam com a ideia separatista foram os traidores. Esta ideia é errada, tanto mais que ao longo destes 32 anos de Autonomia os Açorianos nunca mais deram provas de estarem descontentes com a sua situação política, exigindo, e bem, apenas um aprofundamento e reforço da sua Autonomia, tirando grandes proveitos do seu regime político e demonstrando que aquele 6 de Junho mais não foi que uma pretensão de um pequeno grupo de pessoas e de famílias e que nunca representou o verdadeiro desejo e anseio do povo Açoriano.

E é isto que é difícil aceitar, sentir que se está só nas ideias políticas que se tem, mas é isto que os apoiantes daquele movimento têm de aceitar, os Açorianos estão satisfeitos com a sua autonomia, embora não desarmem na luta pelo melhoramento da mesma.

Hoje somos nós que chefiamos a nossa educação, saúde, o nosso ambiente, as nossas finanças, e conseguimos isto tudo sem renegar o nosso passado comum com Portugal continental. Somos o exemplo vivo da mais gloriosa época do nosso país, somos nós que damos a verdadeira dimensão atlântica ao nosso país, e temos mais é de ter orgulho em ser simultaneamente um Povo Açoriano e um Povo Portugês. Poucos no mundo têm este previlégio!

 

 

 

tags:

publicado por Hélder Almeida às 18:25
link do post | Opinar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Não há nada que pague com...

. Vasco Cordeiro, o Futuro ...

. 25 de Abril sempre!

. Força

. Escandaloso

. Vitória da Educação

. Toxicodependência

. Comprimidos de responsabi...

. Pacto na Educação

. Digestão de resultados.

.arquivos

. Outubro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abril

. ambiente

. crise

. desporto

. educação

. europa

. futebol

. justiça

. música

. natal

. poesia

. política

. ponta delgada

. religião

. sociedade

. transportes

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds